Blog

Artrose de Quadril Tratamento

Artrose de Quadril Tratamento

A artrose de quadril, também chamada de coxartrose, pertence a um grupo de doenças chamadas doenças degenerativas crônicas, ou seja, que progressivamente vão evoluindo, afetando determinadas áreas ou tecidos do organismo.

No caso da artrose de quadril, ocorre o desgaste progressivo da cartilagem da articulação do quadril.

Essa doença também é caracterizada pela neoformação óssea na região na qual houve o desgaste articular. Essas estruturas neoformadas recebem, popularmente, o nome de bicos de papagaio.

Fatores De Risco Para Artrose De Quadril

Não se sabe ao certo porque determinados grupos desenvolvem artrose de quadril, mas sabe-se que algumas situações tendem a aumentar a probabilidade do desenvolvimento dessa doença degenerativa.

Entre esses fatores estão doenças prévias no quadril, como Legg-Calvé-Perthes ou epifisiólise, além de artrite séptica, luxação congênita, impacto femoroacetabular, reumatismos, sequelas de fraturas, consequência de cirurgias prévias, etc.

Essa patologia costuma afetar mais idosos. No caso de doenças prévias no quadril, denomina-se a patologia de artrose de quadril secundária. Estima-se que na população acima de 65 anos aproximadamente 12% apresentam osteoartrose sintomática.

Sintomas

O principal sintoma de artrose de quadril é a dor, localizada na região da virilha. Mas o paciente pode relatar outros sintomas como dificuldade de realizar movimentos simples, como abaixar ou se flexionar, bem como rigidez articular e crepitação.

Outros sintomas são dor na região das nádegas e a dor pode estar presente mesmo após um período de repouso, sobretudo à noite.

A dificuldade de realização de atividades simples como andar, subir escadas, sentar-se ou cruzar as pernas, está presente em casos de coxartrose.

Como a coxartrose é uma doença progressiva, os sinais e sintomas também tem evolução progressiva, ou seja, podem iniciar-se de maneira bem suave e pouco limitante, mas evoluir para intensos e muito limitantes.

Assim, os primeiros sinais da coxartrose incluem rigidez articular, que inicia-se incomodando mais pela manhã, mas tende a desaparecer no decorrer do dia. Nesses casos, a limitação de movimento é bem pequena.

Com o passar do tempo e a evolução da doença, o comprometimento articular também aumenta e, com isso, a rigidez passa a ser maior e tende a não desaparecer no decorrer do dia. Inclusive, a dor pode até irradiar para outros locais, como a coluna lombar, por exemplo.

O repouso já não ajuda mais a melhora do quadro e o paciente começa a sentir dor em qualquer local ou posição, sentindo-se bastante incomodado inclusive deitado ou parado.

A consequência disso é que o paciente diminui, cada vez mais, o nível de movimentação e quando movimenta-se o faz mancando, tentando transferir a carga para o outro lado do corpo que não apresenta a patologia.

Embora isso pareça uma solução temporária, na verdade, só piora o quadro, pois isso leva ao enfraquecimento muscular da perna e das nádegas, que têm musculatura extremamente importante para proteção do quadril.

Assim, é importante que um profissional seja procurado quando os primeiros sintomas aparecerem, para que o diagnóstico seja estabelecido e um bom plano de tratamento feito, justamente para evitar que a progressão natural da doença ocorra.

Diagnóstico De Artrose Do Quadril

O diagnóstico dessa patologia é competência do médico ortopedista. Infelizmente, muitos pacientes demoram a procurar ajuda médica, acreditando que a dor e a situação melhorará espontaneamente, o que não é o caso de uma doença degenerativa.

A avaliação clínica é fundamental, com o profissional colhendo as informações sobre a história da dor e histórico médico daquele paciente. Além disso, alguns exames funcionais para verificar a capacidade muscular do paciente na região são realizados.

É importante verificar como está a condição muscular da perna, glúteos e da coxa, para estabelecer o grau de evolução da doença.

Exames de imagem podem ser solicitados, como exames de raios-X e ressonância magnética. Esses exames são importantes para poder avaliar o grau de comprometimento da superfície articular.

O exame de escolha para diagnóstico da artrose do quadril é a radiografia AP da pelve, também chamada de panorâmica da bacia e a incidência em perfil da articulação comprometida.

Já os demais exames de imagem são importantes quando o médico ortopedista quer eliminar outras possíveis causas do problema.

A redução do espaço articular, bem como presença de proeminências ósseas na região, são fatores que são investigados com a análise dos exames de imagem.

Tratamento da Artrose de Quadril

Para o tratamento da coxartrose é importante salientar que nem todos os casos necessitam de cirurgia, sendo o tratamento conservador uma excelente alternativa que deve ser considerada em virtude de seus resultados positivos.

Porém, em alguns casos, dependendo do nível de comprometimento articular, a cirurgia torna-se inevitável.

Tratamento conservador para Artrose de Quadril

A abordagem deve ser sempre individualizada e voltada para o estilo de vida do paciente, bem como suas expectativas sobre o tratamento.

Dependendo do grau de dor apresentado pelo paciente, o médico ortopedista poderá prescrever analgésicos e anti-inflamatórios apropriados, para diminuir o quadro agudo de dor. Isso faz parte do tratamento conservador.

Medicamentos condroprotetores

Existem alguns medicamentos, denominados condroprotetores, que podem ser receitados, porém seus resultados ainda são controversos na literatura.

Esses medicamentos são compostos por sulfato de glucosamina e condroitina.

Esses medicamentos, de acordo com alguns médicos, podem ajudar na produção de substâncias já existentes em nosso organismo, ajudando a reduzir o dano articular. Mas vale lembrar que não há estudos definitivos que comprovem a eficácia total desses medicamentos.

Outra conduta é a injeção local de ácido hialurônico. O objetivo dessas ações é melhorar o quadro de dor e evitar o uso contínuo de analgésicos ou anti-inflamatórios. Além disso, alguns estudos mencionam a acupuntura para melhora da dor em alguns casos.

Uma vez que o paciente tem algo grau de dor, fica difícil estabelecer um plano de tratamento de fortalecimento muscular para esse paciente.

Portanto, sempre a redução da dor é a primeira medida, uma vez que um paciente com dor não terá paciente nem executará os movimentos de fortalecimento adequadamente.

Fisioterapia no Tratamento Conservador da Artrose de Quadril

A fisioterapia também é indicada para redução de dor, uma vez que há técnicas fisioterápicas bastante indicadas para os quadros agudos de dor.

Dentre essas técnicas fisioterápicas podemo s ressaltar recursos eletrotermofototerapêuticos, como aplicação de laser, TENS e ultrassom.

Outras técnicas incluem a liberação miofascial e mobilizações articulares.

A partir da redução do quadro de dor, é possível focar em um segundo momento do tratamento conservador com apoio da fisioterapia, buscando fortalecimento muscular e amplitude de movimento.

Atividades como caminhada na água e atividades aquáticas (hidroterapia) também podem ser bastante úteis.

A princípio, os exercícios devem iniciar sem movimento, somente contração isométrica. Na sequência, com contração leve, depois com resistência manual, resistência elástica e finalmente, resistência com pesos.

O fortalecimento muscular apropriado para pacientes com coxartrose impedem a progressão da doença, uma vez que faz com que a musculatura absorva a carga necessária das atividades do paciente, fazendo com que essa carga não seja transferida para a região articular comprometida.

O resultado é a melhora da condição física do paciente, com redução da dor e com melhora da capacidade funcional e de movimentação.

Infelizmente, a fisioterapia não consegue reverter os danos já causados pela progressão da doença. Dessa forma, é sempre importante frisar que o paciente deve buscar diagnóstico correto e tratamento fisioterápico no início do surgimento dos sintomas.

Tratamento Cirúrgico Para Artrose Do Quadril

Em alguns casos, em virtude do grau de comprometimento da articulação do quadril, a indicação cirúrgica acaba sendo a melhor opção para o paciente com coxartrose.

Quando há um comprometimento muito grande da região articular ou em casos em que houve falha do tratamento conservador, a opção cirúrgica pode ser oferecida ao paciente.

Vale lembrar que todo processo cirúrgico apresenta riscos e que o paciente ainda terá que fazer uma longa reabilitação fisioterápica após a cirurgia.

Portanto, é importante explicar para o paciente que, embora os resultados da cirurgia possam ser positivos, a reabilitação fisioterápica é essencial.

A cirurgia mais indicada para casos de artrose do quadril é a artroplastia ou colocação de uma prótese de quadril, porém a indicação do procedimento cirúrgico dependerá de vários fatores, como idade do paciente, etiologia, grau de atividade e amplitude de movimento.

Além disso, é importante verificar se a doença está presente somente em uma articular do quadril ou em ambas.

Os procedimentos cirúrgicos podem ser divididos em três tipos:

- Osteotomias e artroscopias: mudam a posição dos ossos do quadril;
- Fusão da articulação do quadril, denominada artrodese;
- Substituição da articulação do quadril por uma prótese (artroplastia).

Obviamente, o procedimento cirúrgico dos três descritos mais invasivo e a substituição da articulação do quadril por uma prótese. Não há regra, mas em geral, recomenda-se procedimentos menos invasivos nos casos mais iniciais.

A artrodese, inclusive, é considerada hoje uma técnica em desuso. Já a artroplastia é considerada um dos maiores sucessos da medicina em termos de cirurgia e houve muito avanço não só na técnica cirúrgica como também nos materiais a serem colocados como prótese.

Mesmo assim, a artroplastia é indicada para os casos mais severos de destruição articular.

Artrose De Quadril Tem Cura?

A cura da patologia envolve muito o grau de destruição e progressão da doença. O tratamento conservador consegue estacionar a progressão, se houver comprometimento do paciente, ficando a situação estável. Ele consegue não ter mais dor e retornar, aos poucos, a uma vida mais normal.

Porém, o tratamento conservador não consegue repor o tecido que já foi destruído.

A cirurgia acaba sendo a última opção, pois muitas vezes o paciente também não tem saúde geral ideal para ser submetido a um procedimento cirúrgico de grande porte como a artroplastia do quadril.

Ou então, o paciente acredita que a cirurgia o fará não ter mais que se dedicar às sessões de fisioterapia na reabilitação, apresentando uma expectativa irreal sobre o que vem a ser uma cirurgia de colocação de prótese no quadril e como é a recuperação.

É importante também mencionar que outras atitudes são importantes e devem ser cuidadas antes de indicar uma cirurgia a um paciente, como a perda de peso, bem como o tratamento de patologias como a depressão.

Caso tudo isso tenha sido lidado e o paciente estiver ciente do processo de reabilitação pós-cirúrgico, então a cirurgia em casos de grande destruição articular apresenta bons resultados.

Prevenção De Artrose De Quadril

A prevenção de artrose do quadril envolve medidas para evitar o desgaste articular acentuado. Algumas medidas são medidas de saúde em geral, mas que acabam gerando maiores problemas na articulação do quadril quando não são realizadas.

1 – Perda de peso

É sabido que a obesidade causa muitos problemas articulares. Assim, é recomendada a perda de peso, inclusive para pacientes que já tem a doença e vão se submeter a um procedimento cirúrgico para colocação de uma prótese.

2 – Fuja do sedentarismo

O sedentarismo pode ser considerado o grande mal do século. Isso porque a falta de movimentação traz inúmeros problemas à saúde, inclusive problemas articulares. Até a percepção de dor é maior em pessoas sedentárias do que em indivíduos ativos.

A atividade física pode e deve ser feita de maneira regular e quando possível, com a supervisão de um profissional. Exercícios como caminhada e andar de bicicleta podem ser excelentes para melhora da saúde em geral.

O fortalecimento muscular também é muito importante, pois muitos idosos apresentam perda de massa magra e não fazem nenhum tratamento específico de fortalecimento das pernas e da musculatura protetora do quadril, tendo a ter uma resposta pior se a doença se instalar.

3 – Aos primeiros sintomas, busque orientação médica

Quando surgirem os primeiros sintomas, busque orientação médica, afinal, o tratamento conservador tem bons resultados e a indicação cirúrgica é sobretudo em casos em que há grande comprometimento articular. Não deixe chegar nesse ponto.

4 – Alimentação saudável e suplementação

Uma alimentação saudável pode ajudar a diminuir os processos inflamatórios no organismo. Além disso, há alguns médicos que indicam a suplementação de colágeno para tratamento de processos de artrose.

Não há consenso científico sobre os reais benefícios da suplementação de colágeno em indivíduos que apresentam maior chance de terem artrose.

Conclusão

A artrose do quadril é uma doença degenerativa que pode ser bastante limitante. Porém, a fisioterapia pode ajudar no tratamento conservador e na reabilitação dos casos mais severos submetidos à cirurgia.


Voltar ao Blog

Veja outras postagens

A fisioterapia e psicologia andam lado a lado

A fisioterapia e psicologia andam lado a lado

Continuar lendo
Síndrome Do Impacto Do Ombro

Síndrome Do Impacto Do Ombro

Continuar lendo
Fisioterapia na Espondilolistese

Fisioterapia na Espondilolistese

Continuar lendo
Whats -55 11 9 9274.3707