Blog

Fisioterapia na Lesão De Menisco

Fisioterapia na Lesão De Menisco

O menisco é uma estrutura importante do joelho, responsável pela absorção de cargas e impactos, além de participar da nutrição da articulação.

Embora por muito tempo lesões de menisco fossem consideradas de menor importância, hoje, pelo desenvolvimento da Medicina e da Fisioterapia, se sabe como essa estrutura é importante e o que pode ser feito para preservá-la.

Quando se fala em menisco, hoje se sabe que essa é uma estrutura fundamental para absorver os impactos que a articulação do joelho recebe, portanto, a preservação do menisco é fundamental.

Nem todas as lesões de menisco tem indicação de cirurgia e, muitas vezes, o tratamento conservador é a melhor opção.

Vamos saber mais sobre menisco e sobre lesões de menisco. Confira!

O Que É O Menisco?

Os meniscos são estruturas de fibocartilagem, de aspecto circular, localizadas no interior do joelho. Por meio delas, há o amortecimento, estabilização e melhor distribuição de carga na articulação. Além disso, os meniscos melhoram o encaixe entre fêmur e tíbia.

Existem dois meniscos em cada joelho: um menisco lateral e outro menisco medial.

O menisco medial é aquele que fica mais na região interna do joelho. Já o menisco lateral é o que fica na região mais externa, sendo mais móvel, ao contrário do menisco medial, que é mais fixo e, portanto, está mais susceptível à lesão.

Lesão De Menisco

As lesões de menisco podem afetar pessoas de qualquer idade ou sexo.

Existem as chamadas lesões traumáticas, nas quais o menisco pode ser lesionado em virtude de um trauma esportivo ou uma queda, por exemplo.

Porém, existem também as lesões de menisco ligadas ao desgaste da articulação do joelho, geralmente associadas a doenças degenerativas, como artrose.

É importante saber a causa da lesão de menisco, justamente para poder estabelecer o melhor plano de tratamento para o paciente.

Classificação Dos Tipos De Lesão De Menisco

Embora alguns profissionais não consigam compreender a importância de se saber o tipo de lesão de menisco, é fundamental saber como é o tipo exato de lesão, para estabelecer o plano de tratamento.

Nem toda lesão de menisco tem indicação cirúrgica e, muitas vezes, uma indicação cirúrgica inadequada pode levar a um resultado frustrante em termos de dor.

De fato, existem alguns tipos de lesão de menisco:

- Quanto ao menisco afetado: medial ou lateral;
- Quanto à localização da lesão: central ou periférica; raiz, corno anterior, corpo ou corno posterior;
- Quanto ao formato da lesão: vertical, horizontal, radial, complexa, em alça de balde, em flap ou em rampa;
- Quanto à razão da lesão: traumática ou degenerativa.

Causas De Lesão De Menisco

As lesões de menisco podem afetar pessoas de qualquer idade. Porém, em jovens, as lesões traumáticas, ligadas ao esporte, são mais comuns.

Nesses casos, pode haver ruptura ou lesão de outros ligamentos, como o ligamento cruzado anterior. Por isso, exames de imagem são geralmente solicitados nesses casos.

Em compensação, pessoas acima de 40 anos podem apresentar as lesões degenerativas, nas quais uma doença degenerativa (como artrose ou artrite reumatoide) está presente e toda a articulação do joelho acaba degastada.

Há inclusive, pacientes que se apresentam de forma assintomática com lesões no menisco e que acabam sendo diagnosticados uma vez que buscam tratamento para dores no joelho, mas cuja causa principal não é a lesão de menisco.

Sintomas De Lesão De Menisco

O sintoma mais comum de uma lesão de menisco é a dor localizada na região do joelho, porém outros sintomas podem estar associados, como o derrame articular, no qual há acúmulo de líquido no joelho.

Além disso, o joelho pode apresentar-se inchado e com o passar dos dias, pode haver limitação de movimento, tornado-se difícil a realização de atividade simples do dia a dia, mas que exigem flexão do joelho, como sentar-se ou subir e descer escadas.

Diagnóstico De Lesão De Menisco

O paciente geralmente busca tratamento médico de emergência quando a dor se torna grande ou quando há limitação de movimento.

Nesses casos, o médico ortopedista avaliará o paciente por meio de um exame clínico apurado e também pode solicitar alguns exames de imagem.

A avaliação física do paciente envolve movimentos de flexão e rotação do joelho, além de compressão. A presença de dor durante a execução desses movimentos pode levar ao indicativo que o paciente apresenta lesão de menisco.

Entre os exames de imagem mais comuns para diagnóstico de lesão de menisco temos a ressonância nuclear magnética, considerada padrão ouro para diagnóstico desse tipo de lesão.

A ressonância nuclear magnética também auxilia a avaliar se presença de alguma outra lesão, como por exemplo, lesões nos ligamentos do joelho.

Tratamento da Lesão do Menisco

O tratamento de lesão de menisco, quando em um paciente que apresenta dor, é melhorar o quadro de dor daquele paciente. Os tratamentos para lesão de menisco podem ser divididos em dois grandes grupos: tratamentos conservadores e tratamentos cirúrgicos.

Inicialmente, para melhora do quadro de dor, o médico ortopedista poderá prescrever analgésicos e anti-inflamatórios, bem como compressas com gelo, para melhora do quadro de inchaço, caso ele esteja presente.

O tratamento conservador, em muitos casos, é a primeira escolha, justamente porque atua na melhora das causas da lesão do menisco, sobretudo se essa foi uma lesão de origem degenerativa.

Vamos ver como são esses dois tipos de tratamento para lesão de menisco com mais detalhes.

Tratamento Cirúrgico Para Lesão De Menisco

Nem todos os casos de lesão de menisco têm indicação cirúrgica. Muitas vezes, o tratamento conservador é a melhor opção. Porém, em casos que o fragmento de menisco lesionado atrapalha a movimentação, geralmente há indicação de cirurgia.

A cirurgia para lesão de menisco consiste na utilização da técnica de artroscopia, na qual uma pequena câmera é colocada para visualização das estruturas internas do joelho. Existem basicamente duas formas de tratamento cirúrgico de lesão de menisco.

1 – Meniscectomia
Nesse tipo de tratamento cirúrgico, a parte lesionada do menisco é cortada e removida. O lado bom dessa técnica é o retorno mais precoce às atividades normais. Por outro lado, a técnica acaba gerando sobrecarga na articulação, elevando o risco de desenvolvimento de artrose precoce.

2 – Sutura do menisco
Nesse outro tipo de técnica, o menisco não é seccionado, mas sim suturado.
O objetivo é estabilizar a lesão, sendo indicada principalmente em lesões verticais na periferia dos meniscos, mas também pode ser utilizada para lesões radiais e lesões de raízes, dependendo do caso.

Os riscos de um procedimento cirúrgico para tratamento de lesão de menisco são bem pequenos, geralmente associados ao desenvolvimento de trombose. Com a utilização da técnica artroscópica, os cortes são pequenos e o paciente pode ter alta no mesmo dia.

Inicialmente, o paciente precisará andar de muletas por um tempo. Após o procedimento cirúrgico, é necessária a reabilitação pós-operatória do paciente, ainda no leito e um acompanhamento fisioterapêutico pelos meses subsequentes.

O tratamento pós-operatório deve ser sempre individualizado para cada paciente e a fisioterapia deve iniciar imediatamente após a cirurgia.

O objetivo é que o paciente consiga, em algum tempo, andar sem muletas, sem dor e com arco de movimento completo ou bem próximo a isso. Então, inicia-se o protocolo de fortalecimento e reequilíbrio muscular.

Quando se pensa em atletas, o retorno à prática esportiva poderá se dar em até cinco meses após o procedimento cirúrgico.

Tratamento Conservador Para Lesão De Menisco: Fisioterapia

A fisioterapia tem papel fundamental no tratamento de lesão de menisco, não só nos casos submetidos à cirurgia, como também nos casos em que o tratamento conservador é a opção escolhida.

Em caso de fisioterapia pós-operatória, é sempre importante que o médico ortopedista e o fisioterapeuta conversem para avaliar o quadro clínico e a evolução do paciente. Cada paciente evolui de uma forma, portanto, o tratamento deve sempre acompanhar essa evolução.

No caso de pacientes que não foram submetidos ao procedimento cirúrgico, o tratamento fisioterápico tem por objetivo a melhora do quadro de dor, retorno à amplitude do movimento e fortalecimento da musculatura.

Fisioterapia Para Tratamento De Lesão De Menisco

O objetivo do tratamento fisioterápico reestabelecer as condições normais do joelho e devolver o paciente às suas atividades de vida diária, dentro das possibilidades, no quesito amplitude de movimento, força muscular e controle motor.

Inicialemnte deve ser feita uma avaliação fisioterapêutica minuciosa com o intuito de direcionar o tratamento exatamente para o caso em especifico. Isso envolverá o fato de ter ou não feito a cirurgia e se caso tenha sido feita, qual técnica foi utilizada e como está a recuperação do paciente.

Testes manuais de força, amplitude de movimento e dor serão realizados e os exames de imagem detalhadamente avaliados.

O paciente então iniciará o processo de reabilitação.

Nos primeiros momentos, em muitos casos será necessária a utilização de recursos analgésicos e antiinflamatórios, tais como eletroanalgesia, laserterapia, crioterapia e técnicas manuais.

Precocemente o paciente será introduzido ao ganho de ADM (amplitude de movimento) em flexão e extensão de joelho, que em muitos casos será prejudicado e deve ser reestabelecido. Esse trabalho costuma ser feito dentro dos limites de dor e tolerância do paciente e contando sempre com a expertise do fisioterapeuta em respeitar as condições clínicas.

O trabalho de força muscular também será iniciado cedo, é comum encontrarmos um quadríceps extremamente enfraquecido principalmente em casos cirúrgicos, onde essa inibição muscular é inevitável. Neste caso, o uso de eletroestimulação associado aos exercícios tem um efeito bastante poderoso.

Toda a musculatura do quadril, posterior de coxa e panturrilha deve ser também preconizada.

Em paralelo o fisioterapeurta também será responsável por treinar a marcha do paciente, com ou sem muletas e também prescrever orientações para casa.

A medida que o tratamento evolui, os exercícios de controle motor associados a propriocepção, pliometria e retorno ao esporte se fazem fundamentais.

Conclusão

A lesão de menisco é uma lesão que pode acometer pessoas jovens e de mais idade, dependendo da sua causa, podendo ser traumática ou degenerativa, afetando o menisco medial ou lateral.

Nem todos os casos de lesão de menisco têm indicação cirúrgica. O tratamento cirúrgico pode acontecer em alguns casos, porém a fisioterapia tem papel fundamental, tanto na recuperação pós-cirúrgica como no tratamento conservador da lesão.

No caso, a fisioterapia ajuda a retomar a amplitude de movimento, bem como atua no fortalecimento da musculatura ligada ao joelho e retorno ao esporte.

Finalmente, é importante mencionar que o tratamento de lesão de menisco deve ser sempre individualizado com um fisioterapeuta de ortopedista de sua extrema confiança.


Voltar ao Blog

Veja outras postagens

Síndrome Do Impacto Do Ombro

Síndrome Do Impacto Do Ombro

Continuar lendo
Pilates na Lombalgia

Pilates na Lombalgia

Continuar lendo
Hérnia De Disco: Causas, Sintomas e Tratamento

Hérnia De Disco: Causas, Sintomas e Tratamento

Continuar lendo
Whats -55 11 9 9274.3707