Blog

Estenose da Coluna Vertebral Lombar

Estenose da Coluna Vertebral Lombar

Conheça os sintomas, causas e tratamento da estenose da coluna vertebral lombar.

O termo "estenose" vem da palavra grega que significa "asfixia" e é frequentemente o resultado de condições degenerativas, como osteoartrite e / ou espondilolistese degenerativa. Quando os nervos espinhais na região lombar são sufocados, a estenose lombar ocorre e geralmente leva a dores nas pernas e outros sintomas, conforme descrito em mais detalhes abaixo.

Sintomas de estenose espinhal lombar

O sintoma típico é o aumento da dor nas pernas ao caminhar (pseudoclaudicação), que pode diminuir acentuadamente o nível de atividade da pessoa. Pacientes com estenose espinhal lombar são tipicamente confortáveis ​​em repouso, mas não conseguem andar muito sem desenvolver dor nas pernas. O alívio da dor é alcançado, às vezes quase imediatamente, quando eles se sentam novamente.

Para a maioria das pessoas, os sintomas de estenose lombar normalmente variam, com alguns períodos de sintomas mais graves e outros com menos ou nenhum, mas os sintomas nem sempre são progressivos ao longo do tempo. Para cada pessoa, a gravidade e a duração dos sintomas de estenose lombar é diferente e geralmente determinam se o tratamento conservador (não cirúrgico) ou a cirurgia de estenose lombar é mais adequada.

Os sintomas da estenose lombar geralmente se desenvolvem lentamente ao longo do tempo (a maioria dos pacientes tem mais de 50 anos) e os sintomas podem ir e vir. Os sintomas de estenose lombar podem incluir:

==>> Dor nas pernas

==>> Dor nas pernas ao caminhar (claudicação)

==>> Formigamento, fraqueza ou dormência que irradia da região lombar para as nádegas e pernas.

Causas de estenose espinhal lombar

A causa da estenose espinhal na coluna lombar é comumente associada ao envelhecimento. As articulações facetárias (pequenas articulações estabilizadoras localizadas entre e atrás das vértebras) tendem a aumentar à medida que degeneram e podem comprimir as raízes do nervo espinhal na região lombar, produzindo frequentemente sintomas de dor por estenose lombar, especialmente com atividade.

Embora rara, também é possível que a estenose lombar degenerativa se desenvolva em pessoas mais jovens que têm uma diminuição do canal medular ou sofrem uma lesão na medula espinhal.

Geralmente, pacientes com estenose da coluna lombar ficam confortáveis quando estão sentados, mas ficar em pé diminui ainda mais o espaço disponível para as raízes nervosas e pode bloquear a saída de sangue ao redor do nervo. O sangue congestionado irrita o nervo, causando dor. É importante notar que a estenose lombar que causa danos graves nos nervos é rara e que a cirurgia é quase sempre a decisão do paciente.

Diagnóstico de estenose espinhal lombar

Quando um paciente apresenta os sintomas típicos da estenose da coluna vertebral lombar (dor nas pernas, com ou sem dor nas costas, agravada pela caminhada), é feito um diagnóstico conclusivo usando estudos de imagem de uma ressonância magnética ou tomografia computadorizada. O exame físico por si só não produz um diagnóstico conclusivo de estenose lombar.

Existem três tipos principais de estenose e uma identificação precisa é vital para o tratamento da estenose:

Estenose lateral . O tipo mais comum de estenose espinhal, a estenose lateral, ocorre quando uma raiz nervosa que saiu do canal espinhal é comprimida por um disco abaulado, hérnia de disco ou protrusão óssea além do forame (um arco ósseo e oco através do qual todas as raízes nervosas espinhais correm);

Estenose central . Ocorrendo quando o canal central da região lombar é bloqueado, a estenose central pode levar à compressão das raízes nervosas da cauda equina (o feixe de raízes que se ramificam na parte inferior da medula espinhal);

Estenose foraminal . Quando uma raiz nervosa na parte inferior das costas é pressionada e presa por um esporão ósseo no forame, ou pela abertura onde a raiz nervosa sai do canal espinhal.

Tratamentos não cirúrgicos para estenose espinhal lombar

Os tratamentos típicos de estenose da coluna lombar incluem um ou uma combinação dos seguintes itens:

Direção de preferencia. Os pacientes geralmente ficam mais confortáveis ​​quando flexionados para frente. Por exemplo, muitos pacientes podem aliviar a dor e o desconforto nas pernas ao caminhar inclinando-se para a frente em uma bengala, andador ou carrinho de compras. Portanto é importante investir em exercícios e abordagens terapêuticas que preconizem a flexão de tronco, para assim gerar alivio dos sintomas.

Exercício. Esta abordagem será recomendada como parte do tratamento para a maioria das pessoas com estenose espinhal lombar. Um programa direcionado de exercícios de estenose espinhal, com orientação de um fisioterapeuta ou médico, pode evitar mais debilitações decorrentes da inatividade. Modificações nos exercícios podem ser feitas para garantir o conforto do paciente. Por exemplo, andar de bicicleta estacionária pode ser uma opção de tratamento benéfica, porque os pacientes estão sentados e posicionados em uma posição flexionada durante o exercício.

Medicamentos anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) de acordo com a prescrição médica individual para cada paciente.

Infiltrações diretamente na região lesionada indicação será feita conforme a avaliação clinica do especialista e as condições gerais do paciente.

Procedimentos cirúrgicos várias são as abordagens cirúrgicas possíveis. Somente após uma minuciosa avaliação clinica e a indicação absoluta de cirurgia (descartando a possibilidade de tratamento conservador), o melhor método será escolhido e realizado.


Voltar ao Blog

Veja outras postagens

Artrose de Quadril Tratamento

Artrose de Quadril Tratamento

Continuar lendo
Canelite: Tratamento por Fisioterapia

Canelite: Tratamento por Fisioterapia

Continuar lendo
Entorse de Tornozelo Fisioterapia

Entorse de Tornozelo Fisioterapia

Continuar lendo
Whats -55 11 9 9274.3707
Abrir bate-papo
Olá 👋
Marque uma consulta agora pelo WhatsApp!